segunda-feira, 9 de agosto de 2010

composições cromáticas



Revendo as imagens da 2 de Dezembro, com seus tons cinzas e seu padrão geométrico de chão, pensei novamente nas composições com cores e me lembrei do regime cromático da Sophie Calle, do desvio pro vermelho do Cildo Meireles, do trabalho da Jac Leirner com sacolas de compras, os objetos do Pequeno inventário de lugares-comuns. O cotidiano organizado por cores.

3 comentários:

Fabrício disse...

Incrível! tem sido difícil me manter ativo nas discussões pela manhã. Esse filme está me consumindo muito tempo. Entretanto isso não me impediu de adorar as referências, levadas na quarta, de trabalhos que exploram as cores. Já conhecia o trabalho da Sophie e tinha esquecido de comentar. Mas adorei conhecer a Jac Leirner. Da onde ela é?
Que bom também que você mencionou o "pequeno inventário" aqui no blog. Eu adorei essa peça. Eu gosto de trabalhos que radicalizam mas, isso é muito difícil de se ver em cena.
Quanto ao desvio para o vermelho, acho que essa obra é do Cildo Meirles, não?
Beijos

Fabrício disse...

Incrível! tem sido difícil me manter ativo nas discussões pela manhã. Esse filme está me consumindo muito tempo. Entretanto isso não me impediu de adorar as referências, levadas na quarta, de trabalhos que exploram as cores. Já conhecia o trabalho da Sophie e tinha esquecido de comentar. Mas adorei conhecer a Jac Leirner. Da onde ela é?
Que bom também que você mencionou o "pequeno inventário" aqui no blog. Eu adorei essa peça. Eu gosto de trabalhos que radicalizam mas, isso é muito difícil de se ver em cena.
Quanto ao desvio para o vermelho, acho que essa obra é do Cildo Meirles, não?
Beijos

paoleb disse...

andre sicuru produziu um desvio para o vermelho na ofocina fbcu, vou postar
bj